Atualmente os processos industriais estão vivendo uma transformação em nome de fábricas inteligentes e integradas. Mas isso só é possível graças às tecnologias da automação industrial.

A melhoria nos processos produtivos, na cadeia de suprimentos e no gerenciamento da informação, são apenas algumas das vantagens oferecidas pela automação inteligente nas indústrias.

Você pode complementar a sua leitura com o texto: Automação industrial: o que é e por que aplicar na minha indústria?

 No post de hoje trouxemos um pouco de algumas tecnologias que fazem parte da automação industrial, e que você deve considerar quando estiver pensando em implementar a automação em seus processos produtivos.

 

Boa leitura! 🙂

 

 

Quais são as tecnologias da automação industrial?

A automação industrial é um assunto que deve estar presente dentro das empresas que buscam por agilidade e usar da melhor forma os recursos disponíveis. Mais do que uma tendência, as tecnologias da automação industrial são o único caminho para aquelas empresas que desejam aumentar suas vantagens competitivas. (link para esse texto)

Para que de fato aconteça a descentralização do controle de processos produtivos, diversas tecnologias podem ser aplicadas na automação industrial. Os pontos chaves dessas ferramentas são: robótica, conectividade, inteligência artificial e internet das coisas.

Listamos algumas das tecnologias que estão em alta nos principais investimentos em transformação digital:

 

1- Robótica

Os robôs estão entre os equipamentos que mais crescem no Brasil. E isso não é para menos!

Quando os robôs são empregados para a realização de tarefas de chão de fábrica, as empresas ganham segurança e produtividade.

Com a robótica é possível a execução de tarefas repetitivas ou que exijam força, tudo isso de maneira rápida e precisa. Com isso, o capital humano é utilizado para o desenvolvimento de ações estratégicas e para o controle das máquinas.

Com a aplicação da robótica as atividades mais realizadas são: movimentação de cargas, uso em linhas de montagem e inspeção de produtos.

 

Veja no vídeo abaixo  uma aplicação prática da robótica!

 

2- Machine learning

O Machine learning (aprendizado de máquina) ou a Inteligência Artificial na Indústria tem como objetivo preparar os sistemas para tomar decisões e executar tarefas de forma automática.

Assim sendo, é a capacidade humana em raciocinar e resolver problemas através de softwares e robôs.

Esse processo de aprendizado é graças aos dados sendo atualizados em tempo real, através de reconhecimento de padrões, probabilidades e análises específicas.

Essa é uma tendência que deve transformar desde o planejamento e controle dos processos industriais, até a comunicação dentro e fora do ambiente corporativo.

 

3- Internet das coisas

É a interconexão entre objetos através de infraestrutura habilitadora (eletrônica, software, sensores e/ou atuadores), que tem a capacidade de computação distribuída e organizada em redes. Esses objetos passam a se comunicar e interagir, podendo ser remotamente monitorados e/ou controlados, resultando em ganhos de eficiência.

 

4- Sistemas Cyber-Físicos

Os sistemas Cyber-Físicos é a representação do mundo físico e digital. Mas para que isso seja possível, todo objeto físico (máquina ou linha de produção) e os processos decorrentes, precisam ser digitalizados. Assim sendo, todos os objetos e processos de uma fábrica têm um “irmão gêmeo”, mas no digital.

No vídeo abaixo podemos ver a simulação de um software capaz de fazer o twin digital de uma linha de produção. Com isso, é possível entender quais são os gargalos e propor melhorias.

 

 

5- Computação em Nuvem

Na Indústria 4.0 os processos necessitam de compartilhamento de dados entre sites e empresas, e o desempenho das tecnologias de nuvem é melhor. Além de, contar com a possibilidade de acesso remoto, evitando o alto investimento em equipamentos e suporte.
A computação em nuvem é a distribuição de computação – servidores, armazenamento, banco de dados, software, análises, inteligência pela internet, tudo isso com a utilização de memória, capacidade de armazenamento, cálculo de computadores e servidores hospedados em Datacenter.

 

Apesar de parecer uma obra de ficção científica, a robótica, inteligência artificial e outras tecnologias, já estão presentes no mundo afora, inclusive aqui no Brasil.

Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a venda de robôs industriais no país cresce a uma taxa de 9% ao ano desde 2010.

Já em uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI) mostra que a digitalização dos processos deve alcançar 21,8% até 2027.

Por isso, é importante que a sua empresa esteja preparada para acompanhar as novidades e avaliar quais as tecnologias que mais se encaixam em sua área de atuação.

 

A sua empresa está preparada para as mudanças trazidas pela automação industrial?

Se você tiver alguma dúvida de como implementar as tecnologias da automação industrial em sua empresa? Compartilhe com a gente!

Continue acompanhando o nosso blog e fique por dentro das novidades!

 

Até a próxima! 🙂